Os perigos de deixar porta corta fogo aberta

Não é segredo para ninguém que a porta de incêndio deve se manter sempre bem fechada, sem trancar, para que em uma emergência possa promover a vedação esperada e proporcione maior segurança aos presentes.

Além disso, com essas portas bem fechadas, é possível manter as chamas, a fumaça tóxica e o calor controlados por mais tempo. Afinal, uma das principais funções das portas de emergência é impedir ou retardar ao máximo a ação e propagação de um incêndio.

Contudo, sabemos que muitos condôminos usam as portas de maneira inadequada, as trancando ou pior, mantendo-as abertas com o uso de algum objeto impedindo o seu completo fechamento, o que prejudica grandemente o seu sistema de fechamento automático e não garante a vedação em uma emergência.

E as consequências dessas práticas são severas, em um incêndio na zona sul de São Paulo duas pessoas vieram a óbito por inalarem a fumaça tóxica vinda de uma porta de emergência que havia sido deixada aberta.

Vale salientar que a fumaça tóxica se propaga com muita facilidade pelo ambiente, invadindo outros andares e as rotas de fuga muito rapidamente, dificultando a visualização das rotas e comprometendo a saída, e a sua inalação pode levar a óbito. Por este motivo, as portas de emergência devem sempre estar bem fechadas.

Por fim, é importante que essas portas passem por manutenções preventivas de maneira regular, em um período de no máximo 90 dias para garantir a completa vedação dos ambientes prometida por esse sistema de segurança contra incêndio para uma maior segurança a todos.

Postagem criada em: 03/09/2021 - 11:41


Sobre a categoria dessa página Serviços: Conheça um pouco mais sobre os serviços de manutenção oferecidos por empresas de diversos segmentos, qualidade no atendimento e na prestação do serviços.