Sabemos como os ensaios geotécnicos são fundamentais para a Engenharia Civil atualmente, destacando informações importantes sobre o solo para que as etapas de construção sigam com maior segurança. Neste cenário, resolvemos falar sobre um dos ensaios com grande importância no mercado.

O ensaio Pulse Echo, mais conhecido como ensaio PIT estaca, é um método de ensaio que busca detectar possíveis defeitos que apresentam riscos de segurança, como por exemplo fissuras significativas, reduções de diâmetro e descontinuidades na estaca de concreto in loco.

Um dos pontos mais interessantes desse modelo de ensaio é o seu baixo custo e a rapidez na qual pode ser realizado com a garantia de precisão nos resultados. É possível realizar esse ensaio em até 50 estacas por dia! O que garante ainda mais dinamismo no canteiro de obra e não atrasa os prazos de conclusão do projeto.

Esse ensaio ainda pode ser realizado para identificar o comprimento das estacas in loco, sendo muito versátil e atendendo diversas necessidades nos canteiros de obra. Contudo, para que esse ensaio possa ser realizado com perfeição e apresente dados precisos, é fundamental se atentar a alguns detalhes.

Além de priorizar uma boa área de seção para estaca que permita o posicionamento do sensor, a área também precisa ser ideal para a aplicação dos golpes com um martelo de mão nas estacas e, também, permitir a propagação das ondas.

Por fim, este ensaio é difundido por todo o mundo e em muitos países conta com uma norma específica para a sua aplicação. No Brasil não temos uma norma que determine a sua aplicação, por isso, muitos engenheiros se baseiam na norma americana ASTM D5882-16.

Postagem criada em: 10/11/2021 - 08:55


Sobre a categoria dessa página Engenharia: Bem vindo ao TDB Classificados, nosso objetivo consiste em oferecer o melhor conteúdo sobre diversos temas, saiba mais sobre empresas de Engenharia.